As camisetas, objeto de estilo de e vida e moda, há anos nos representam e fazem parte da nossa rotina. Basta olhar a volta, e com certeza, vai ver uma logo ali, sendo usada por alguém, ou até mesmo aí no seu corpo, mas não imaginamos o baita processo fabril e a dimensão abrangente que isso envolve. Conheça como a sua camiseta é produzida e que depende do capital humano de inúmeras pessoas e principalmente no uso dos recursos naturais.

Sabemos que elas são confortáveis, macias, super descoladas e que muitas vezes são únicas. O mais incrível nessa relação é que a matéria prima das camisetas é o algodão, uma fibra natural. Então até quando vestimos uma camiseta estamos usando a natureza. Mas pera lá! Usar a natureza requer muito amor e carinho, por isso você deve conhecer como esse processo lindo acontece.

A cotonicultura

O Brasil é referência mundial na produção sustentável do algodão

A cotonicultura é o processo agrícola na produção de algodão. Esse termo é originado do cotton, nome em inglês dado a fibra de algodão. Nesse processo rural, é realizado o plantio da espécie botânica Gossypium. O algodoeiro é uma planta exigente quanto ao seu solo, e que deve ser rico em nutrientes. Os tipos de solos desfavoráveis são os excessivamente úmidos ou sujeitos a encharcamento e os solos rasos ou compactados. As condições climáticas são muito relevantes para a produção, pois a colheita da safra depende do volume de chuvas e da qualidade do solo. A safra do algodão acontece uma vez ao ano, e todo o seu ciclo precisa de cuidado especial e boas práticas agrícolas.

Outra informação importante é que o consumo de água para a produção agrícola do algodão é importante. De acordo com a Abrapa – Associação Brasileira dos Produtores de Algodão, o Brasil é campeão mundial em produtividade nas lavouras de algodão em regime sequeiro. A necessidade de irrigação acontece em alguns momentos do ciclo de produção. O algodão é plantado e se desenvolve em épocas de chuva, sem a necessidade de irrigação artificial, e a colheita é feita nos períodos mais secos. No Brasil, em torno de 4% da produção nacional precisa da irrigação artificial, diferente de outros polos espalhados pelo globo, que precisa de até 95% de irrigação artificial na sua produção.

Harmonia com a natureza: Produzir sem destruir

O Brasil têm se tornado referência em produção de algodão sustentável. O consumo de recursos naturais de forma consciente não compromete as forças de produção e tampouco os ecossistemas. As boas práticas agrícolas, a valorização e segurança dos trabalhadores são pilares fundamentais. Essa promoção de ideais positivos se torna reflexo no desenvolvimento econômico e social. 

Uma das entidades internacionais que possuem itens de verificação para a aplicação do selo de transparência e sustentabilidade na produção do algodão é a BCI – Better Cotton Initiative. Para que um produto obtenha o selo da entidade precisa estar de acordo com 225 questões ou itens de verificação para o diagnóstico de propriedade e 179 questões ou itens de verificação para certificação da propriedade. São requisitos de extrema importância com base nas diretrizes da economia viável, justiça social e a correta exploração ambiental. As camisetas da Nos Alpes trabalham com o algodão que possuem o selo BCI, uma forma de demonstrar nosso respeito e cuidado com o meio ambiente.

Conheça como a camiseta fica macia e confortável

Processo de fiação da fibra do algodão. Foto: Sou de Algodão

Após o processo do plantio do algodão, vem o processo pós colheita, onde o material é levado para a usina de beneficiamento. Nesse processo, a fibra recebe a limpeza das impurezas, é compensada, e então distribuída. É nesse processo que as entidades reguladores emitem o código de barras ao fardo, para então obter a rastreabilidade do algodão. Após o beneficiamento do algodão é a hora da fiação. Existem maquinários adequados para esse processo, que vão transformar a fibra em linha, para ser encaminhada para a tecelagem.

Aqui os fios se unem para se tornarem tramas. Foto: Sou de Algodão

Na malharia e tecelagem, os fios se unem em tramas, formando o tecido. Aqui vamos encontrar padronizações, textura e cores que serão encaminhados para a confecção. A malharia Menegotti, com a qual as camisetas da Nos Alpes são produzidas, vão além, e possuem eficiência energéticas em todos os maquinários e usam lâmpadas de LEDS reduzindo o consumo de energia em até 70%.

A importância de conhecer como a sua camiseta é produzida

Quando você compra uma camiseta que não possui qualidade e sustentabilidade, você corre o risco de prejudicar o meio ambiente e ter feito uma compra que não vai durar muito tempo. Ainda tem mais detalhes importantes para que você conheça como a sua camiseta é produzida. Quando o tecido já está disponível na confecção, vamos ter os moldes de costura, que são os tamanhos das camisetas e formas, sejam femininas ou masculinas. Aqui, o fator determinante de valorização é o trabalho das costureiras, que possuem papel importante na produção. E nesse caso, a promoção da economia circular se torna agente de desenvolvimento social.

Outra característica que vai dar a cara para o seu estilo de vida é a estampagem da camiseta. No mercado, encontramos algumas formas de estampagem, que são a sublimação e que ocorre em tecidos que possuem composição mista ao algodão. A serigrafia ou silk screen, que é um método artesanal e envolve telas, rodos e tintas em seu manuseio. E a impressão digital, a nossa preferida, por conta de características de mínimo impacto ambiental e na liberdade criativa na hora de criar estampas. Esse processo, diferente do modelo convencional de serigrafia, faz uso de tintas especiais e que são 100% biodegradáveis, livre de metais pesados, substâncias tóxicas, segura para crianças e bebês e sem subprodutos em animais.

Economia de água e responsabilidade ambiental

Foto do mecanismo de produção da empresa Menegotti

Dois aspectos no consumo de recursos naturais no processo de tingimento e estampagem é o uso da água. Geralmente para 1 quilo de tecido, são usados até 80 litros de água, para o seu tingimento e fixação da cor para que não desbote. Ressalto que esse processo envolve agentes químicos, porém, a malharia Menegotti, por meio de métodos sustentáveis e ecológicos, usa até 70% a menos de água que os processos convencionais, e o descarte zero de produtos químicos perigosos. O descarte incorreto dos agentes químicos e da água resultante desse processo pode impactar os lençóis freáticos, afluentes e na contaminação do solo.

A estampagem digital não faz uso de água em seu processo de impressão, diferente de outros processos como o silk screen. Dessa forma, a economia desse recurso natural tão importante para o planeta têm cuidado especial e demonstra que é possível produzir respeitando a natureza.

Arte, Montanha e Sustentabilidade

Agora, quando a camiseta chega na loja, ou quando compramos pelo site, falamos de ser representados. Quase todo mundo já viveu uma situação onde recebeu um elogio pela roupa que está usando. E a camiseta não foge desse foco, já que podemos ser representados por aquilo que amamos e acreditamos. Desde iniciativas ambientais, políticas e sociais, as camisetas são uma forma de expressão. 

E como você faz na hora de expressar o amor pelas montanhas? Na Nos Alpes você encontra uma série de estampas de montanhas disponíveis em nossa loja virtual. O mais legal é que grande parte dessas estampas foram criadas por artistas, ilustradores e designers que são praticantes do montanhismo. Por meio do trabalho colaborativo, valorizamos nossos parceiros de forma financeira. Valorizamos as montanhas do Brasil por meio desse trabalho. Contribuímos na preservação da natureza, a preservação do nosso planeta, quando tomamos o cuidado na produção, trabalhando em conjunto com empresas sérias e responsáveis com o meio ambiente. Os pilares que  juntos com você, representam o amor pelas montanhas.

Ramon Cavalheiro – Fundador Nos Alpes

O amor pelas Montanhas preservando a Natureza. Administrador, montanhista, ciclista e em constante evolução.


0 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *